Atitudes inadequadas nas redes sociais colocam em risco a imagem de profissionais

8 dicas simples de etiqueta online para evitar “saias justas” no trabalho

Você se lembra do caso de Justine Sacco? A diretora de comunicação da InterActive Corp foi demitida em 2013 após twittar “Indo para a África. Espero não contrair AIDS. Brincadeira. Sou branca!”, enquanto embarcava. O comentário, considerado racista, custou o emprego da executiva e teve grande repercussão nas redes sociais.

O nome de Justine é apenas um na lista de pessoas que tiveram sua reputação destruída na internet.

Para não entrar nela e ser amigo do chefe no Facebook sem correr o risco de perder o emprego, listamos oito dicas simples: todas para te ajudar a evitar gafes, saias justas e prejuízos no trabalho por conta de comentários desnecessários e mau uso das redes sociais. Confira:

  1. Não resolva seus problemas por meio de redes sociais. Este comportamento demonstra imaturidade.
  2. Escolha bem suas palavras e preste atenção ao tom que você dá às suas mensagens.
  3. Ao divulgar algo referente à empresa, tenha certeza de que não se trata de um assunto sigiloso ou estratégico.
  4. Dose o uso de redes sociais no trabalho. Mesmo que algumas ferramentas sejam permitidas na empresa, não poste durante o expediente e use-as apenas quando necessário e para fins de trabalho.
  5. O bom senso vale tanto para as mensagens quanto para as fotos. Evite a publicação de imagens íntimas ou sensuais, por exemplo. E tenha muito cuidado, principalmente, na hora de comentar ou repercutir polêmicas.
  6. Antes de publicar uma notícia, tenha certeza de que a fonte é confiável e sempre revise com cuidado seu texto para evitar constrangimentos.
  7. Usar as opções de privacidade disponíveis pelas redes também é válido. Com cautela, é possível manter a liberdade de expressão sem se expor desnecessariamente.
  8. Muitas empresas hoje dão treinamento sobre o uso das redes e possuem recomendações em seus manuais de condutas. Conheça-as!